Archive for the ‘licks de guitarra’ Category

PAT MARTINO LICKS

Pat Martino nome artistico de Pat Azzara é sem dúvidas um dos maiores guitarristas de jazz de todos os tempos. Dono de uma sonoridade própria e técnica impecável, Pat constrói lindas frases com sua famosa guitarra Gibson Pat Martino. Ele utiliza com muito bom gosto cromatismos, arpejos, escalas alteradas, entre outros recursos. O seu estilo de improviso “conversão ao menor” com a utilização de menores relativas é sem sombra de dúvida um sistema muito interessante. Memorize e compreenda os licks a seguir e aplique-os também em outras tonalidades e temas no seu dia a dia.

(mais…)

Anúncios

CREATIVE ROCK 1 – BITONALIDADE

Neste estudo o nosso consultor criativo Shaun Baxter (GT Magazine April 2009) mostra uma forma de produzir pegando de ouvido efeitos dissonantes, tocando duas tonalidades ao mesmo tempo … Sobrepor “ALGO” de uma chave em cima do outra permite que você use cada idéia musical em qualquer uma das 12 chaves diferentes. Ele também irá permitir que você introduza pegando no ouvido tonalidades dissonantes em seu toque de uma forma que soe confiante e convincente.

(mais…)

3 Licks  – Larry Carlton Style

Muitos tocadores citam Larry Carlton como o guitarrista perfeito. Ele é um desses raros animais que tem a sorte, toque fantástico, maravilhoso tom, técnica suficiente e conhecimento harmônico para afundar um navio de guerra. Talvez mais conhecido por seu trabalho com Steely Dan – ele tocou o solo sensacional sobre the band’s Kid Charlemagne – e para a sua série de álbuns e solos marcantes de 1970 e 1980, com outros tocadores variados, tais como Robben Ford, Larry tem o prazer de jogar licks muito simples na posição de primeira pentatônica menor, ou na outra extremidade, para afastar harmonicamente desafiando corre à velocidade da luz.

  (mais…)

Metal Bootcamp series – Sweeping part 3

Com o mesmo movimento abrangente de mãos e palhetadas que nós olhamos ao longo das duas últimas colunas, enquanto todos os elementos descendentes são em (hammer-on) martelados usando a técnica de “tap” com a mão da escala (fretting hand tap), muitas das formas são também extendidas no intervalo com a adição de “tapping” que são executados com o segundo dedo, a palheta realizada como de costume. Esta combinação permitirá um som “legato” com base na técnica mais “convencional” que estudamos nas úlima matérias desta serie, e vai dar um efeito quase syntetiser com suas linhas de “arpeggio”. A vantagem é que a mão direita pode estender os arpejos sem a restrição da necessidade de voltar para pegar a próxima nota descendente na subida. Isto significa que podemos usar o “Sweep Picking” em toda a área do instrumento, com a mão direita executar o sweep, que por sua vez, dará um tom muito quente e suave.

(mais…)

  • Metal Bootcamp Series – Shred Legato level 2

No primeiro bloco, nós olhamos a técnica básica  ‘half-roll’ (meia rolagem) legato no estilo de pioneiros do rock como EVH e Randy Rhoads. É essencial ter um controle sobre os conceitos básicos, a fim de mover-se no território deste segundo nível, que é baseado na técnica ‘full roll’ legato (rolagem completa). Este é um estilo que Joe Satriani descreve em ‘Liquid mercury”, como ele tem uma qualidade de rolamento caracterizada pelo uso de grupos de 5 e 7 notas, o que não é natural, se você considerar que três notas por corda é um estranho conceito de número para começar.

(mais…)

Cracked “Whole Lotta Love”
Abaixo 10 licks Jimmy Page  signature  (essenciais) que poderão ser incorporados  facilmente ao seu próprio estilo de tocar… Todos os exercícios estão na tonalidade sempre popular de “E”, mas você será fortemente encorajado a experimentá-los em outras tonalidades pelo braço da guitarra e alterá-las ao redor, o que poderia afetar a forma como você digitá-los e sugerir suas próprias variações.

(mais…)

ECONOMY PICKING

A regra simples que garante o máximo de economia quando usamos a palheta em um solo é: Mova sempre a palheta diretamente a cada nova seqüência. Em outras palavras, sempre se mover de uma seqüência de uma corda grave para uma corda fina com um down-stroke, e vice-versa.
A fim de fazer seguir esta regra, você precisa ser capaz de usar ambas as técnicas: “Alternate Picking” e “sweep picking” é a maneira mais econômica de tocar mais de uma nota na mesma corda, e envolve uma alternância entre down-strokes e up-strokes (e os diferentes downs e up-strokes para cada nota). Sweep picking é uma técnica que envolve escolher mais de uma nota com um único golpe contínuo da escolha. Isso só pode ser feito quando mudar de corda para corda.

(mais…)

PENTATONIC LICKS 

Eis aí mais um exercício inspirado no estilo Zakk Wylde em B menor, e o riff principal nos primeiros oito compassos é construído em torno da escala de blues B (B D E F F# A), com o intervalo B5 sendo esta, uma adição regular de muitos riffs de metal ao longo das décadas. O solo tem muitas idéias típicas de Zakk  e embora seja baseado  principalmente em torno da escala pentatônica menor de B, há algumas passagens velozes para se familiarizar. Há também alguns  pinch harmônicos  e hybrid picking na seção rítmica, portanto dê uma olhada nas dicas de como digitar para ajudar com estas técnicas. Existem algumas linhas pentatônicas típicas na pista, por isso vai ter uma sensação familiar para os tocadores de blues também.

(mais…)

CHROMATIC PASSING NOTES

Eis aqui uma linha de jazz que segue numa progressão llm V (Gm9/C13), bastante utilizada em diversos eventos. Bom para o desenvolvimento técnico harmônico e melódico. Livremente baseada na escala de Gm7 Dorian, com notas de passagem cromática, resultando num sofisticado e autêntico bebop line à la George Benson signature. Use com palhetada alternada, exceto para alguns legatos ocasionais e passagens de sweep picking. Comece devagar e exercite a seu modo começando por 70 bpm até atingir a marca de 140 bpm  procurando manter o som limpo, bom e seguro.

(mais…)

ZAKK  WYLDE  LICKS

Estes exercícios em estilo Zakk wylde signature merecem uma atenção especial na seção de alternate picking rápido e  nos hammer ons e pull offs licks. Com a tônica de condução executada com pesados ​​palm-muting, em uma nota única. Certifique-se de prestar muita atenção para o vibrato amplo aplicado aos acordes acentuados.  Deverá ser  executado  estritamente em Alternate Picking.

(mais…)