Posts Tagged ‘Dicas’


Admirado internacionalmente pelo seu formidável e imaginativo trabalho de guitarra jazz-fusion, Frank Gambale colaborou com muitas outras figuras do gênero, dedicando-se também ao seu próprio grupo e ao ensino.  (Yamaha.com)

A velocidade não surge da noite para o dia. É algo que precisa ser desenvolvido com paciência e seriedade. Para muitos guitarristas, ela parece ser o objetivo principal, a fronteira final, o que para mim é curioso, já que a guitarra deve ser um dos únicos instrumentos em que isso é um negócio levado tão á sério. Para a maioria dos instrumentos, a musicalidade instantaneamente torna-se muito mais importante que velocidade. Não estou dizendo que todo guitarrista quer tocar de modo ultra rápido, mas parece que velocidade torna-se rapidamente um fator impressionável dentro do universo do instrumento, dependendo logicamente do conteúudo.

Sim, Velocidade é importante mas, ter conteúdo é muito mais. Parece que muitos guitarristas tocam coisas bonitas e agradáveis em tempos lentos ou médios e tocam praticamente qualquer coisa apenas para serem rápidos, deixando a qualidade ir por água a baixo. Portanto vamos à alguns conceitos sobre velocidade que acho importante:

  • Se soa bem e inteligente quando tocado lentamente, vai soar da mesma forma quando tocado de maneira rápida;
  • Escreva e construa um lick interessante no papel e aprenda a tocá-lo de modo rápido;
  • Toque uma escala de “G” Maior em duas oitavas com o metrônomo a 100 bpm.
  • Toque dez vezes sem parar estritamente em semicolcheias.
  • É um teste de resistência e construção de força.
  • Somente depois disso é que você deve aumentar a velocidade e repetir o processo;
  • Toque corretamente vinte vezes antes de mover o metrônomo

.

(mais…)

Anúncios

Ciro Visconti

Dicas de Manutenção

Posted: Julho 3, 2008 in Técnicas - Guitarra
Etiquetas:, ,

C  O  R  D  A  S     A  R  R  E  B  E  N  T  A  N  D  O

Às vezes, pode acontecer de uma corda de seu instrumento estar arrebentando constantemente. Apesar de parecer que o problema seja nos trastes, que podem estar necessitando de lixamento, tome cuidado. Em muitos casos, o diagnóstico aponta para a pestana, nas fendas por onde passam as cordas. Antes de tomar qualquer atitude, verifique se a fenda da corda que está se arrebentando está com alguma ranhura. Ou então, verifique se está serrilhada de forma irregular. Esse tipo de atrito causa o rompimento da corda. Para tal manutenção, use uma lima fina ou uma folha de lixa com granulação suave. Persistindo o problema, procure um luthier.

fonte – Guitar Player

*   *   *   *   *   *   *   *   *   *

S  U  P  E  R    D  I  C  A  S

  • Custo – benefício:

Devemos considerar custo – benefício algo como o valor de determinado produto em relação ao uso dele, isto é, se o preço deste determinado produto vale no quanto ele será usado, neste caso, pelo músico. Para ser mais direto, um mal custo benefício seria comprar uma guitarra semi-acústica se o músico toca heavy-metal. Por esta razão, para músicos iniciantes ou até para amadores e profissionais, a escolha de um bom instrumento tem que ser relacionado ao tipo de som que o músico toca, seu nível técnico e também o tipo de trabalho.

  • Escolhendo uma guitarra

A escolha da guitarra certa envolve muito o fato da versatilidade e manutenção. Por esta razão, mais do que o estilo musical, devemos nos preocupar mais com facilidades que esta guitarra possa nos providenciar. Nesta categoria, creio que nenhuma guitarra tenha melhor custo benefício do que um modelo Stratocaster, independente da marca. A Fender criou a Strato em 1954, e ela continua imutável até hoje. Símbolo de design bem sucedido e ótimo custo-benefício a Strato inovou sendo uma guitarra de fácil manutenção e personalização. As guitarras modelo Strato possibilitam as seguintes vantagens:

  • Preço:

Hoje em dia nem só a Fender faz Strato, praticamente quase todas as marcas de guitarras do mundo inteiro têm em seu catálogo um modelo Strato ou semelhante em relação à instalação de captadores e ponte. Sendo uma guitarra construída com braço aparafusado, o sistema de produção se torna mais rápido, a manutenção mais fácil possibilitando a troca de braço ou de corpo (em caso de algum acidente) e troca de ferragens. Há no mercado hoje em dia um grande número de peças para Strato, desde captadores, tarrachas e pontes até braços e corpos, sendo este último diferentes aberturas de captadores.

  • Ferragens:

As Strato são guitarras originalmente equipada com ponte sincronizada (alavanca), mais conhecida como ponte simples. O sistema Floyd Rose de microafinação foi criado a partir desta ponte e até hoje é fácil instalar uma ponte de microafinação em uma Strato, sendo até muitas vezes encontrada esta versão nas lojas. Hoje em dia um melhor aproveitamento na troca de ferragens em uma Strato se resolve com a troca da ponte por uma modelo Wilkinson ou a ponte de Fulcrum da Fender americana, tarracha com trava das marcas Sperzel, Schaller ou Gotoh e capotraste rollernut.

  • Captadores:

Existe no mercado uma infinidade de modelos de captadores Humbuckers e escudos com abertura para estes captadores, que possibilita ao guitarrista envenenar sua Strato do jeito que quiser. E mesmo se o guitarrista quiser manter a configuração do escudo em três singles, há no mercado captadores humbuckers em formato de single. Outra vantagem são os Stacked Humbuckers, captadores com bobinas sobrepostas que visa eliminar os ruídos sem modificar o timbre original e magro de uma verdadeira Strato.

  • Estilo:

A Strato é uma guitarra usada por guitarristas de vários estilos como rockabilly (Buddy Holly), blues e rock (Stevie Ray Vaughan, Jimi Hendrix), funk (Nile Rodgers), hard rock (Ritchie Blackore, Ritchie Sambora), heavy metal (Iron Maiden, Malmsteen), country ( Hellecasters), além de ser usados por guitarristas de Jazz, MPB e diversos outros virtuosos.  Várias outras guitarras chegam próximos à esta versatilidade como a Telecaster, mas a possibilidade de alavanca (que pode ser travada, como faz Eric Clapton) já faz uma diferença enorme. Sem levar a consideração que muitas guitarras como as Jackson, Ibanez , Music Man, Tagima, etc. têm vários modelos baseados diretamente na Strato. Pense nisto na próxima vez que você estiver em dúvida sobre qual guitarra comprar.

Fonte: GuitarX

*   *   *   *   *   *   *   *   *   *

CUSTOMIZE SEU INSTRUMENTO

Substituir componentes da guitarra é uma prática comum, desde um simples botão ou escudo a partes mais complexas e delicadas. A busca pelo melhor desempenho e o cuidado com a ferramenta de trabalho são essenciais ao guitarrista. A esse processo de manutenção dá-se o nome de customização. Algumas das alterações mais comuns são a utilização de capotrastes (ou nut) de latão, pontes que otimizam a sustentação das notas e a vibração das cordas, captadores com maior potência de saída e tarraxas com trava para proporcionar maior estabilidade na afinação, além de mudanças nas configurações elétricas. Entretanto, vale ressaltar que, mesmo para os mais experientes e conhecedores do assunto, é importante conversar com profissionais da luthieria antes de qualquer alteração em sua guitarra. O especialista irá ajudar a identificar o componente que mais se aproxime de sua expectativa, além de sugerir o mais recomendado para o bom funcionamento de sua guitarra. Peças e acessórios para customização podem ser encontrados em lojas especializadas e luthierias.

*   *   *   *   *   *   *   *   *   *

D  I  C  A  S     D  O  S     M  E  S  T  R  E  S

  • “Ouça muitos outros guitarristas. Ache inspiração em outros instrumentos também, isso ajuda muito. Tocar em JAMS também é uma escola maravilhosa para quem quer desenvolver um ótimo ouvido. Estude de maneira apaixonada, é a melhor forma de criar uma linguagem musical”

John Petrucci


  • “Não queira tocar como ninguém, seja você mesmo.Eu não uso a palavra roubar, mas tente tomar emprestado um pouco de cada cara que ouvir tocar. Mas não tente soar exatamente igual como outro.”

BB King


  • “Sempre procurei fazer o que gosto, por isso, sou guitarrista. Portanto, tenha prazer quando tocar”

Frank Solari


  • “Toque com o ouvido e não apenas com as mãos. Por exemplo, se você for inventar ou tirar uma frase, deve assobiá-la ou cantá-la antes. Caso contrário não vai adiantar nada. Os dedos não pensam, isso é função da cabeça!!”

Eduardo Ardanuy


  • “Grave tudo que você tocar ; inclusive estudos, e você vai perceber melhor no que deve melhorar”

Steve Vai


  • “Copie nota por nota as músicas que você gosta. Quando eu tinha dez anos, tirei de ouvido Black Magic Woman, do Santana, inteirinha. No meu caso. isso me ajudou muito !!!”

Nuno Mindelis



Taí… Li e gostei e repasso para vocês


* O músico precisa aprender a se “mixar” no grupo, aprender a ouvir os outros instrumentos, afinal, é um conjunto musical.

* Todo músico deve treinar prática de conjunto se quiser amadurecer mais rapidamente.

* A teoria musical é fundamentalmente necessária, mas entre a teoria e a prática há uma distância que poucos querem percorrer.

* “Um bom médico não é aquele que receita um remédio sem saber o que está fazendo. Um bom músico não é aquele que toca sem saber o que faz”.

* Autodidata – Há um engano no uso deste termo, pois há muitos analfabetos musicais dizendo-se autodidatas (uma desculpa para a preguiça), autodidata é aquele que estuda sem um professor, mas estuda.

* Uns falam antes de tocar algo, outros tocam antes de falar algo. Eis a diferença entre “músicos” e músicos.

* O músico deve aprender a conduzir uma música como ela é e não como ele acha que deve ser. Isto é maturidade.

* Há músicas em que o metrônomo só serve para o primeiro compasso, porque necessitam de uma interpretação flexível.

* A pulsação rítmica bem como o andamento são para serem sentidos e não ouvidos. Este princípio é para todos, mas fundamental para bateristas e percursionistas.

* Acompanhar alguém é antes de tudo uma prática de humildade e sensibilidade. Geralmente, os músicos querem mostrar toda a sua técnica em hora errada. O correto é usar poucas notas, não saturar a harmonia, inserir frases nos espaços melódicos apenas, e o baterista conduzir. Ou seja, economize informações musicais!

* Há uma tendência atual de supervalorizar a velocidade do músico, quantas notas ele executa por tempo. Velocidade não é sinônimo de bom músico. O bom músico é aquele que tem a sensibilidade de fazer a coisa certa na hora certa. A velocidade é uma conseqüência.

* A técnica deve ser estudada e sempre aprimorada, mas lembre-se de que é um meio de facilitar a execução da música e não um meio de exibicionismo.

* Uma boa maneira de aprimorar a interpretação é aprender primeiro a se ouvir, depois executar. Tem gente que canta e toca e não sabe o que está fazendo; acostume então a gravar o que é executado e seja autocrítico, estude, grave e ouça o que estudou; com o tempo você encontrará a forma ideal para a sua execução.

* Lembre-se: pausa também é música, portanto, “não sole na pausa”.

* A música possui três elementos básicos: harmonia, melodia e ritmo. Procure distribuir os instrumentos musicais no arranjo conforme estes elementos. Há instrumentos harmônicos e melódicos, há somente melódicos, há rítmicos e instrumentos que fazem os três, mas defina no ensaio ou arranjo, quais serão os devidos “papéis” para cada instrumento.

* A escolha do tom de uma música depende do canto; este deve ser dentro da tessitura vocal e confortável para ela. Mesmo que o tom escolhido não seja o mais confortável para o instrumentista ele deve executá-lo. Outra observação é que o tom pode influenciar na sonoridade da música vocal com acompanhamento. O problema é que muitos confundem. Na música instrumental, a técnica e a expressão são mais exigidos porque as notas devem transmitir algo. Na música onde há o canto, a ênfase é para a mensagem, portanto, não deve ser interferida por outros elementos.

* Versatilidade – Procure ser o mais possível. Saiba ouvir vários estilos, do erudito ao moderno, ouça com ouvido crítico e analítico. Saiba ouvir. Extraia coisas boas de cada estilo. Outro detalhe, é o músico não ficar “preso” somente ao seu instrumento, saiba apreciar a forma de execução como sonoridade e fraseado de outros instrumentos.

Deus abençoe a todos

Fonte: www.ameprod.com.br

 


Matéria extraída de Edmar Luighi Luthier http://www.edmarluighi.com.br/

A ponte de tremolo flutuante Floyd Rose se trata de um equipamento instalado em guitarras elétricas, desde o modelo clássico Stratocaster até Les Paul e Flying V, dotado de um sistema de micro-afinação que permite ajustar micro tons do instrumento, além de poder alterar o pitch da nota tanto ascendente quanto descendente.

Atualmente este tipo de sistema é adotado em guitarras como Ibanez, ESP, Fender, Jackson, Peavey, entre outras,sendo as preferidas entre os guitarristas de Heavy Metal e Hard Rock. Pode-se notar seu uso demasiado na década de 80, e entre seus maiores admiradores está Eddie Van Halen. O equipamento leva o nome Floyd Rose devido ao guitarrista homônimo que a patenteou.Esta ponte tem por caracteristica marcante o som agudo.

FloydRose.com

Regulagem de Floyd-Rose

Você tem dúvida sobre a regulagem do Floyd Rose? Então leia essa seção , e a partir de agora, tenham suas dúvidas esclarecidas. Qualquer questão, mande um e-mail que responderemos. Por: Edmar Luighi

Sempre que trocar as cordas de minha guitarra, vou ter de regular a Floyd Rose?

Na verdade nem sempre. Se seu trêmolo estiver bem regulado e você respeitar algumas regrinhas, possivelmente não terá problemas.
Muitas vezes, na troca de encordoamentos, mesmo respeitando as medidas das cordas usadas anteriormente, há uma mudança de marca. Isso, em determinados casos, já é o suficiente para operar o desequilíbrio. Encordoamentos de marcas diferentes, mesmo de medidas iguais, podem possuir pequenas desigualdades de tensões, podendo gerar, assim, desequilíbrio. Se a pressão das cordas for um pouco menor que as da anterior, isso fará o trêmolo inclinar-se para baixo (foto 1). Isso indica que a tensão das molas esta maior que a das corda.

Se ocorrer ao contrário, ou seja, o trêmolo inclinar-se para cima (foto 2), significa que a tensão das cordas esta maior que a das molas. Outro fator que pode gerar esse problema é a  falta de paciência do músico no momento de afinar o instrumento após a troca do encordoamento. Quem possui guitarras providas de trêmolos flutuantes sabe o quanto é chato afiná-las nessa hora: afina-se a 1º corda e, depois, a 2º. Quando se chega à 6º, a 1º já está desafinada.

Para haver equilíbrio, é necessário que todas as cordas sejam afinadas simultaneamente. Como isso é impossível (pelo menos por enquanto), muitos instrumentistas perdem a paciência e começam a pressionar em excesso as cordas na esperança de acelerar o processo. Isso pode fazer as molas se dilatarem, tornando necessário um novo ajuste para que o trêmolo volte a ter equilíbrio correto.
A afinação deve seguir a seguinte ordem: 6º corda, 5º, 4º, 3º, 2º e 1º. Depois, torne a afinar, mas na ordem inversa (2º, 3º, 4º, 5º e 6º) e assim por diante. Dessa forma, quase todas serão afinadas seguidamente, facilitando um pouco o processo.
Outra medida que pode ser tomada é a de, no momento da troca, substituir corda por corda ex.: troque a 6º corda (E) usada pela nova e afine. Repita o processo com todas. Isso reduzirá bastante o risco do desequilíbrio de tensão do trêmolo. A última dica é escorar a parte traseira do trêmolo com uma flanela antes de retirar as cordas usadas (foto 3). Calçando-o de forma que a flanela impossibilite-o de ceder para baixo após a retirada do encordoamento.

Com esse procedimento, o músico não sofrerá demasiadamente para equilibrar sua Floyd Rose, mas é claro que imaginando que tenham sido usadas a mesma marca e medida de cordas. Do contrário, procure seu luthier para que o auxilie nessa operação. Na edição 59 de CG, comento mais detalhadamente sobre esse assunto.

<><><>

Estudo Vs Diversão

Posted: Julho 2, 2008 in Técnicas - Guitarra
Etiquetas:, ,

 

E  S  T  U  D  O  & D  I  V  E  R  S  Ã  O

Matéria extraída de http://Whiplash.net/

  • Quando escutamos esses e muitos outros guitarristas que gostamos, nos é apresentado um resultado, que resultado? O do estudo diário/regular, que exercita a criatividade musical e nos permite melhorar tecnicamente, fazendo com que nós guitarristas possamos tocar tudo que quisermos, desde que a perseverança seja proporcional ao resultado a ser obtido.
  • Aí você me diz: “Mas eu toco todos os dias e não vejo melhora?” Novamente, será que você realmente está estudando? Bom, vamos lá! O que é estudar? De acordo com o dicionário Aurélio, o verbo estudar significa: aplicar a inteligência a, para aprender.
  • Baseado nesse princípio estudar música ou determinada técnica, requer atenção, concentração, paciência e regularidade! O que você acha que te deixaria em forma? Jogar futebol 5 horas seguidas no domingo ou três vezes por semana? Se você respondeu três vezes por semana, você acertou. Com a guitarra é a mesma coisa. Se você quer tocar alguma passagem, solo, ou base, que seja complexa, estude de forma lenta e gradativa. Caso seja um solo, divida-o em varias partes, ou estude-o por frases, até que as mesmas estejam soando da forma correta, pois a sonoridade é muito importante.
  • Tocar o instrumento várias horas por dia, sem disciplina e objetivo, não trará resultado algum, por isso organize seu estudo. Reserve um horário do seu dia para estudar e depois do conteúdo estudado, se divirta com o instrumento. Existem várias formas de deixar o estudo dinâmico e interessante, motivando-nos a estudar com dedicação. Abaixo vão algumas dicas de como organizar seu estudo.

 

Como estudar?

Para se concentrar, um lugar que seja ventilado, tranqüilo e silencioso é essencial. Organize o conteúdo que você quer estudar (como no exemplo da tabela abaixo). *

 

  • Dia da semana: Segunda

Conteúdo Técnico: Palhetada (30 min.), Ligados (30 min.)

Demais Itens de Estudo: Repertório (30 min.), Audição (30 min.)

  • Dia da semana: Terça

Conteúdo Técnico: Vibratos (30 min.), Bends (30 min.)

Demais Itens de Estudo: Interpretação (30 min.), Audição (30 min.)

  • Dia da semana: Quarta

Conteúdo Técnico: Slides (30 min.), Tapping (30 min.)

Demais Itens de Estudo: Leitura (30 min.), Audição (30 min.)

  • Dia da semana: Quinta

Conteúdo Técnico: Sweep Picking (30 min.), Alavancadas (30 min.)

Demais Itens de Estudo: Criação (30 min.), Audição (30 min.)

  • Dia da semana: Sexta

Conteúdo Técnico: String Skiping (30 min.), Harm Artificiais (30 min.)

Demais Itens de Estudo: Repertório (30 min.), Audição (30 min.)

 

S  W  E  E  P    P  I  C  K  I  N  G

Técnica que utiliza a palheta em uma única direção com a finalidade de produzir uma grande quantidade de notas rapidamente, ou facilitar a passagem de uma corda para outra.

S  T  R  I  N  G    S  K  I  P  P  I  N  G

É o salto de cordas, ou seja, ao invés de palhetar ou ligar as notas em cordas seguintes, pulamos a corda. Saltamos da corda si para a corda ré, por exemplo.

H  A  R  M  Ô  N  I  C  O  S    A  R  T  I  F  I  C  I  A  I  S

Temos basicamente 2 tipos. Um é feito através do choque entre o dedo e a palheta sobre a corda, e o outro é conseguido através do toque sobre o traste correspondente a nota oitavada da qual você está tocando.

R  E  P  E  R  T  Ó  R  I  O

Pegue qualquer peça que tenha vontade de tocar e estude-a. Pode ser música, riff, solo, etc.

I  N  T  E  R  P  R  E  T  A  Ç  Ã  O

Não importa o que você vai tocar e sim como vai ‘interpretar’, entendeu!

C  R  I  A  Ç  Ã  O

Crie um riff, solo, exercício com o conteúdo estudado.

 

D  I  C  A  S    F  I  N  A  I  S

Se concentre naquilo que estiver estudando e sempre use um metrônomo, pois assim você tem um parâmetro para medir seu desenvolvimento. Certifique-se de que a sua coluna não esteja torta, que suas mãos estejam nas posições corretas e relaxe, com tensão os resultados não serão alcançados.

 

Tenha paciência!

Aumente a dificuldade e depois passe para outro tópico da lista. Estude cada tópico de 15 a 30 minutos e depois mude, assim você fica menos entediado e cobre um conteúdo muito maior. E por último, estude com regularidade, assim você tocará muito melhor! Eu garanto!!

Obs.: a tabela acima é um roteiro de estudo de 2 horas diárias, que permite ao estudante se concentrar melhor em cada tópico/técnica especifico/a, trazendo resultados muito mais rápidos! Você não precisa seguir este modelo! Crie o seu próprio roteiro de estudo e faça o seu tempo render da forma que achar melhor, o importante é estudar com atenção e dedicação!!

 

Dúvidas? theomachado@ig.com.br …

Fonte: http://Whiplash.net/

 

 

 

(atualizado em 14/07-2011)

Foram-se os dias em que apenas músicos profissionais e grandes gravadoras eram os responsáveis pela produção e difusão de produtos fonográficos. A revolução do Home Studio trouxe essa possibilidade para qualquer amante de música.Com algum investimento e habilidade em softwares de aúdio, hoje, é possível se gravar um álbum de ótima qualidade.
Home Studios são um dos principais responsáveis pelo aumento do surgimento de bandas e da, consequente, pluralidade musical contemporânea. Montados em quartos de apartamentos, “puxadinhos” e garagens, capacitam o músico a gravar e produzir. (CIberartis)
Os softwares que estou usando ou testando atualmente estão abaixo disponibilizados para download. Para isso leia as instruções relativas a cada um. Boas vibes!
<><><>

Fruity Loops 10.0 Producer Edition (227.65 MB)

Estúdio virtual para composição baseado em sintetizadores e seqüenciamento de padrões. O Fruity Loops está entre os melhores estúdios virtuais da atualidade. Você pode criar músicas e loops em formato WAV, MP3 e MIDI em poucos minutos.

Ele também reproduz arquivos de modelo (WAV) e gera (sintetiza instrumentos. A interface é impressionante, tão realista que irá suscitar as forças mais criativas do compositor. O aplicativo é um seqüenciador adequado para a criação de músicas complexas e loops de bateria, com mixagem interna de 32-bit e suporte MIDI avançado.A música ou loop resultante pode ser exportada no formato WAV/MP3 e todos os eventos MIDI podem ser exportados para um arquivo padrão MIDI.

O programa é baseado em padrões, o que significa que você pode criar músicas em “pedaços” (patterns ou padrões) usando um seqüenciador passo a passo e um piano virtual para visualização na janela de reprodução. Você pode adicionar vários efeitos nos instrumentos (reverberação, phaser, flanger, etc.) e conduzir as faixas mixadas do jeito que você quiser.

Conta com suporte VST, VSTi e Dxi. Também trabalha em conjunto com programas como Cubase e Sonar. Esta versão inclui sintetizadores de guitarra, piano e teclado, com leitura a 24-bit e opções de desfazer/refazer no histórico.

Baixe a última versão FL Studio 10.0

<<     Link alternativo    >>

Tutorial (básico)

.


….Encore v5.02 (62.91 MB)

Encore é um programa poderoso e muito útil para músicos profissionais ou amadores, pois, ao mesmo tempo que traz ferramentas intuitivas e muito fáceis de usar por qualquer nível de usuário de computador, ele apresenta funções que vão agradar até aos músicos mais exigentes, dada a variedade e a vasta aplicabilidade dos seus recursos.

Além de ser um dos softwares mais utlizados na internet para distribuir e visualizar partituras, o programa é um dos preferidos de muitos profissionais, os quais encontram nele uma opção simples, mas bastante completa.

Resumindo, não importa se você apenas deseja visualizar e imprimir a partitura daquela banda que você tanto gosta, ou mesmo compor as suas próprias canções ou criar arranjos exclusivos profissionalmente, pois o programa engloba funções para todos os gostos e aplicações do mundo da música.

Link alternativo: 4Shared

Encore 5.0.2 + Update + Tradutor para Português + tutorial instalação em video

(43.00 MB)

Guitar Pro é um editor de tablaturas multi-trilhas para guitarra, banjo e baixo. Também trabalha com partituras e é uma ferramenta completa para guitarristas novos e experientes melhorarem suas habilidades, comporem ou simplesmente acompanharem a si mesmos.

Guitar Pro oferece opções como escuta, impressão, importação/exportação de arquivos MIDI e formatos ASCII (assim é possível explorar milhares de tablaturas na Internet), transposição, notação convencional, diagramas de acordes, metrônomo, afinador, assistentes e muito mais.

Mas a melhor maneira de formar sua opinião a respeito de Guitar Pro é baixar a versão de demonstração agora mesmo!

http://www.guitar-pro.com/en/index.php (demo)

<<     Link alternativo     >>

<<   Link 2  (vários)  >>

Soundbanks part 1   |   Soundbanks part 2

Sound Forge Pro 10.0 (162.52 MB)

O Sound Forge é considerada uma das mais poderosas — senão a mais poderosa — ferramentas de edição de áudio do mercado. Utilizado em grande parte dos estúdios de gravação e edição de áudio, este software de poder de fogo incrível está presente também nas casas de editores amadores.

Efeitos

Em uma das maiores gamas de efeitos especiais nativos, estão presentes tanto os efeitos mais simples como flange, pitch (afinação) e eco até os mais robustos como wave hammer.

Grave áudio e corrija os defeitos

Sound Forge também é capaz de capturar áudio do microfone e da entrada Audio In de sua placa de som. Além disso, o incômodo chiado das gravações de voz e de compilações de fitas cassete e discos de vinil pode ser anulado através de correções dignas de estúdios profissionais.

Como se não bastasse, é possível criar transições de volume de áudio em suas músicas. Todos esses recursos juntos permitem grandes ganhos de qualidade de áudio para usuários conhecedores de ferramentas de edição.

Resumindo, se o que você busca é um editor potente, pronto para desempenhar todas as tarefas necessárias no dia-a-dia de um profissional, não procure mais: Sound Forge é a escolha ideal

para quem tem experiência na área e não vê problemas em editar preferências minuciosamente para obter um efeito mais próximo do desejado, ao invés de simplesmente clicar e ouvir o resultado.

<<   Link Alternativo   >>

….

Sonar Prodution Edition 6.2 (360 MB)

O Sonar é um dos programas mais completos para a produção de áudio. Ele acompanha todo o processo de produção musical, dando todos os recursos necessários para isso.

Com Sonar você vai fazer não só a gravação e composição, como também a pós-produção (edição, mixagem e masterização). Com ferramentas exclusivas, o software colabora como nenhum outro na construção do áudio, da forma mais completa possível. Através da alta tecnologia que disponibiliza, o programa da Cakewalk possibilita não só controle total ao usuário na manipulação do áudio como também inovações incríveis. O resultado é ainda mais inspiração para você durante a contrução e uma obra final com enorme qualidade de áudio e perfeição profissional.

part 1   |   part 2   |   part 3

Cakewalk Pro Audio 9.0 (11 MB)

Com o Cakewalk Pro Audio 9.0, grave, edite e processe arquivos Midi. Uma das grandes vantagens de um sistema de gravação multipista como o Cakewalk é a de permitir gravar várias pistas áudio e MIDI separadamente e em seguida misturá-las, variando parâmetros como o volume, a panorâmica, equalização e efeitos. ( Palco Principal)

leia me

Dicas sobre Cakewalk

Tutorial

Native Instruments Guitar Rig 5 Pro

Guitar Rig 5 transformará seu computador em um estúdio profissional para guitarras e poderá ser utilizado para os mais variados gêneros musicais, ligue sua guitarra e toque em tempo real ou utilize o Guitar Rig 5 como um plugin VST. O programa permite trabalhar com vários canais de áudio e utilizar 15 amplificadores diferentes para guitarras e baixos. Através de um preciso painel de controle é possível ajustar os vários níveis do som, obtendo maior clareza nos tons e uma reprodução bem próxima do natural.

Ligue sua guitarra e comece a tocar utilizando mais de 50 efeitos com o Guitar Rig 5, que ainda possui mais de 250 configurações prontas para você alcançar o timbre de seus músicos preferidos.  ( Superdonwloads )

Além de trabalhar com a gravação de músicas em tempo real, o software serve como um verdadeiro estúdio de produção, permitindo adicionar efeitos extras a faixas presentes no computador.

Entre as várias opções de programas que simulam componentes reais de um instrumento, o Guitar Rig se destaca pela variedade e fidelidade que tem em relação aos efeitos de uma pedaleira real. Tudo isso com uma interface simples de utilizar, que permite alterar várias opções com um simples clique do mouse.    ( Baixaki )

  • Roda em Windows XP, Vista, Windows7
  • Disponível nos idiomas: Inglês
  • Configuração Mínima
  • Pentium III/Pentium 4/Celeron/Pentium M/Athlon/Athlon XP/Duron com 1.4GHz e 1GB de memória RAM.
  • Placa de som compatível com Directx 9.0.

Download

CAKEWALK STUDIO INSTRUMENTS

COM UMA BANDA INTEIRA NA PONTA DOS DEDOS

Descrição:

A Cakewalk lançou o Cakewalk Studio Instruments, um programa que possui uma coleção de instrumentos compatíveis com os sistemas operacionais Mac OS X e Windows.O Cakewalk Studio Instruments é uma plataforma dupla, com  instrumentos virtuais de alta qualidade, e conta com um kit de bateria, guitarra baixo, piano eléctrico e uma secção de cordas. Estes instrumentos podem ser tocados “Stand Alone”, ou como plugin VST da sua unidade áudio de eleição.

Características:

Com o Studio Instruments, a Cakewalk introduz uma colecção de instrumentos virtuais acessíveis a qualquer pessoa e não apenas a músicos profissionais, pois apesar do elevado grau de realismo o programa possui um interface totalmente interactivo. O Studio Intruments apresenta um método simples e divertido que permite a todos poderem fazer música. Este programa da Cakewalk inclui uma colecção compreensiva de padrões e definições pré-gravados dando assim uma pequena ajuda para começar a criar música de imediato. O Studio Instruments também permite ao utilizador tocar cada nota de cada instrumento individualmente através do seu próprio teclado, ou seja, se souber teclar poderá agora tocar bateria, piano, baixo ou piano eléctrico. Os utilizadores mais avançados poderão usar um teclado MIDI ou qualquer outro controlador MIDI.

Para mais informações visite: www.cakewalk.com

Article source: clannedapgyncs
baixar6
[ reupload ]
download-cakewalk-studio-instruments-2
 

POD Farm Platinum v2.5 RTAS VST VST 64 – VR   (tamanho 119 MB)

 

POD Farm Platinum v2.5   

Plug-in com timbres padronizados do POD® para softwares de áudio, 18 amps de guitarra, 24 gabinetes de guitarra, 5 amps de baixo, 5 gabinetes de baixo, 29 pedais e efeitos de estúdio, 6 preamps de microfones, funcionalidade Dual Tone.

CARACTERÍSTICAS

• Plug-in com timbres padronizados do POD® para softwares de áudio
• 18 amps de guitarra
• 24 gabinetes de guitarra
• 5 amps de baixo
• 5 gabinetes de baixo
• 29 pedais e efeitos de estúdio
• 6 preamps de microfones
• Funcionalidade Dual Tone
• Requer iLok USB Smart Key (não incluso)

– Software

– POD Farm™ Platinum inclui:

• 78 amps de guitarra
• 24 gabinetes de guitarra
• 28 amps de baixo
• 22 gabinetes de baixo
• 97 pedais e efeitos de estúdio
• 6 preamps de microfones
• Funcionalidade Dual Tone

– Requisitos do Sistema

• 512MB RAM mínimo (1GB ou mais recomendado)
• 1GB de espaço livre no HD (10GB ou mais recomendado para gravação)
• HD Drive com velocidade mínima de 5400rpm (7200rpm ou mais rápido recomendado)
• CD-ROM drive
• Compatibilidade Mac® AU/RTAS®/VST® e Windows® RTAS®/VST®
• 64 bit compatível

– MAC®

• G4 800MHz ou superior
• OS X 10.4.6 ou superior

– WINDOWS®

• Pentium® IV 1.2GHZ ou superior
• Windows XP (SP2), Windows XP x64, Vista 32-bit e 64-bit
• iLok USB Smart Key (não incluso)
• As versões do iLok exigem um iLok USB Smart Key (não incluso) e uma conexão de internet para ativação

Uploading

Source: AudioZ.info

COCKOS REAPER.v4.13    (tamanho 6.1 MB)

Aplicativo desenvolvido para produção, gravação, edição, mixagen e renderização de áudio. Reaper proporciona uma estrutura flexível, uma interface muito fácil de usar e e indicado tanto para amadores como para profissionais. O REAPER oferece ricas características definidas, e é muito pequeno e leve (o instalador tem apenas 4.9 megabytes e inclui diversos efeitos). O REAPER suporta ASIO, Kernel Streaming, WaveOut, e DirectSound para reprodução e gravação. Você pode organizar qualquer número de faixas de áudio com suporte a plugins plug-ins (VST, DirectX e Jesusonic).

<:<:<:<:<:<:<:<:<::<::<:<:<:<:<:<:<:<:<::<::<:<:::<:<:<:<:<:<:<:<:<::<::<:::<:<:<:<:<:<:>

ADDICTIVE DRUMS  – VST, AU, RTAS  ( 1.8 GB)

Addictive Drums é um completíssimo plugin VST  Drums e tem tudo o que você precisa para fazer uma produção profissional de bateria. O melhor de tudo é que cada parte da bateria é gravada em canais separados, facilitando na hora de mixar e masterizar..

Para executar o addictive drums é necessário ter um programa de audio produção, como o fruit loops, cubase ou outro. XLN Addictive Drums Inclui três kits completos de baterias, Sonor Designer, DW Collectors e Tama Starclassic.  Insere e envia efeitos de: compressão, equalização, distorção, saturação de fita, filtro, limitador, reverberação, mais inúmeras opções de tons e pratos como Sabian e Paiste , além de nuances de batidas (mais fortes ou mais fracas).

São mais de 100 presets: limpo, distorcido, eletrônica, lo-fi, pop rock, rock, soft, vintage, experimental; mais de 3.000 arquivos MIDI Files: 4/4 Straight & Swing, 3/4 Straight & Swing, 6/8 Straight & Swing, Bundles (blues, jazz, funk etc.), sons (rock, disco, reggae etc.).

Os samples foram capturados das melhores marcas de baterias disponíveis, em um estúdio com excelente acústica e diversos microfones; além disso, foram armazenados em formato multicanal, para preservar o máximo de ambiência. É possível utilizar este softtware em conjunto com uma bateria eletrônica ou teclado através da conexão MIDI, como é usado em grandes estúdios de gravação.”

A versão traz os formatos VST, AU e RTAS e são compatíveis com a maioria dos hosts/sequenciadores existentes. Roda em Windows XP, Vista, 7  Disponível nos idiomas:   Inglês  Veja Instruções para instalação.

 

Parte 1    |    Parte 2    |    Parte 3

Native Instruments    BATTERY 3   STANDALONE.VSTi.RTAS.v3.2   (121.98 MB)

Dica:  Fábio Rech.

Battery 3 é um programa  da Native Instruments essencial para os produtores, bateristas e percussionistas profissionais. A última versão deste famoso sampler mescla uma biblioteca completíssima com bastante funcionalidade e simplicidade para seus beats. O novo motor do programa e as opções para redefinição de sons e timbres resultam em kits de bateria/percussão precisos, com bastante pegada e presença, enquanto a interface nada complicada do programa garante acesso instantâneo e total controle sobre ele. Seja você fã de baterias eletrônicas ou acústicas, não importa: Battery  irá manter o ritmo em qualquer estilo, na medida certa para suas músicas!

Performance precisa
Battery oferece uma ampla variedade de opções para que você redefina os timbres e efeitos a seu modo, tanto para células individuais como de uma maneira geral. Articulações ajustáveis, como flam, humanize e roll adicionam um feeling natural a seus ritmos. A opção de esticar o tempo permite que os samples sejam “esculpidos” à sua maneira, e os loops ajustados ao tempo correto da linha de bateria/percussão de qualquer música!
O programa também conta com um arsenal de efeitos poderosos e bastante flexíveis para cada célula, ou para o canal mestre, o que garante um som coesivo e profissional para suas linhas de bateria e percussão.
Se você é baterista, percussionista ou produtor musical, experimente as novidades Battery 3 agora mesmo e sinta o poder das batidas! Totalmente flexível, compatível e personalizável, Battery certamente não deixará você perder o ritmo. ( http://www.multibrasil.net )

<<   Link alternativo  >>

<><><>

ACOUSTICA MIXCRAFT 6.0.189 portable (192.6 MB)

O Mixcraft é um poderoso software para gravação e mixagem que permite gravar áudio, arranjar loops, mixar faixas, compor músicas com instrumentos virtuais, marcar e editar vídeos e adicionar efeitos para criar composições profissionais.

Principais recursos:

– Inclui ferramentas e recursos para você criar, editar e remixar músicas, além de editar e compartilhar vídeos do seu próprio computador. – Acompanha 11 instrumentos virtuais: de sintetizadores estilo vintage até instrumentos acústicos. – Mais de 6000 loops musicais e 22 efeitos sonoros de alta qualidade. – Hospedagem ReWire, gravação de múltiplos loops e compressão multi-pista. – Interface simples e intuitiva, o que facilita seu uso pelos iniciantes, além de possuir recursos e ferramentas profissionais, que servem aos músicos experientes. – Composição e marcação de arquivos de vídeos, permitindo adicionar músicas, efeitos sonoros e dublagens. Ele permite também preparar seus vídeos para serem gravados em DVD ou para serem colocados na Internet em sites como YouTube.
– Possui um mixer (mesa de som) que oferece uma interface conveniente e familiar para mixagem de projetos. Possui controle de volume, pan, mudo e controle de solos, bem como efeitos e separação por instrumentos.
– Compativel com DirectX e VST.

Servidor: RapidGator

<><><>